"O Pajador - A História do Rio Grande" é a canção-tema dos Festejos Farroupilhas 2024

Por Regional 24 Horas em 24/04/2024 às 09:52:04
Foto: Solange Brum / Ascom Sedac.

Foto: Solange Brum / Ascom Sedac.

Nesta terça-feira (23), a Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas definiu que "O Pajador – A História do Rio Grande", de autoria dos compositores Fernando Espíndola (letra) e Thomas Facco (música), será a canção-tema das festividades de 2024. A escolha foi feita em reunião no Galpão Leopoldo Rassier, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Porto Alegre.

A música trata do Centenário de Jayme Caetano Braun, tema dos Festejos deste ano. Seis composições participaram da disputa, que aconteceu por meio de chamada pública promovida pela Secretaria de Estado da Cultura (Sedac). Os membros da Comissão ouviram as canções concorrentes sem saberem quem eram seus autores. Entre os 14 membros que estavam presentes, nove votaram na canção vencedora.

A reunião foi conduzida pelo vice-presidente da Comissão, Rogério Bastos, da Fundação Cultural Gaúcha. De acordo com ele, "a canção é importante e necessária porque ajuda a explicar a temática dos Festejos para o público, facilitando o entendimento em relação ao tema escolhido".

Ao exaltar o Centenário de Jayme Caetano Braun, os Festejos Farroupilhas 2024 buscam destacar a relevância cultural e intelectual desse artista. Ao longo de sua carreira, ele criou diversas payadas, poemas e canções, sempre valorizando o Rio Grande do Sul, a vida campeira, os costumes do gaúcho sul-rio-grandense e a natureza única da região missioneira do Estado.

Os compositores da obra escolhida, Fernando Espíndola e Thomas Facco, também são os autores da canção-tema dos Festejos de 2022 e 2023. Eles fazem parte do grupo Alma Gaudéria. Surgida em 2007, em Porto Alegre, a banda já lançou sete álbuns, duas coletâneas e realizou shows/bailes por diferentes estados, tais como SC, PR, SP, DF e GO, levando a autêntica música do Rio Grande do Sul para o Brasil. Em 2017, com o álbum "Louco por Fandango", o grupo se firmou como um dos principais nomes da música gaúcha, sendo eleito o Melhor Grupo de Baile daquele ano, com o Troféu Vitor Mateus Teixeira, concedido pela Assembleia Legislativa.

Sobre os Festejos Farroupilhas


A Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas foi estabelecida pelo decreto estadual 57.349/2023 e iniciou seus trabalhos em fevereiro deste ano, quando anunciou o cantor, compositor e violonista Pedro Ortaça como patrono das festividades de 2024. Em 2020, para melhor organizar e integrar as comemorações relacionadas à Revolução Farroupilha no Rio Grande do Sul, o governador Eduardo Leite criou a Comissão Especial, à qual cabe a tarefa de unir os festejos mais importantes do ano em uma grande programação, que passou a constituir os Festejos Farroupilhas.


A escolha de uma canção-tema para os Festejos Farroupilhas iniciou-se em 2003. "Nomes como Luiz Carlos Borges, Vinicius Brum, Francisco Fighera, Clóvis Frozza, Albeni Carmo de Oliveira e Érlon Péricles já compuseram músicas que embalaram as festividades", recorda Rogério.

Clique aqui para ouvir a canção-tema. Abaixo, a letra.

O Pajador – A História do Rio Grande

(Fernando Espindola & Thomas Facco)

Pajada:

Como falar em pajada

Sem Jayme Caetano Braun?

É ele, o referencial!

Que trilhou toda a estrada

E faz uma falta danada

Os versos do professor

Que era mestre em compor

Mas que deixou seu legado

E sempre será lembrado

Dom Jayme "El payador"

Música:

O Rio Grande reverencia

Os versos do missioneiro

Saiu de São Luiz Gonzaga

Das Missões pro mundo inteiro

Cravou seu nome na história

De clássicos foi o autor

Influenciou gerações

O poeta pajador


Num bochincho certa feita

Ou pelo um galpão de estância

O dom de falar rimando

O Jayme trouxe da infância

E neste teu centenário

Pra ti se tira o chapéu

E repetindo os teus versos

Tu'alma brilha do céu

Refrão:

Tua voz ainda ecoa

Por toda a nossa querência

E o povo gaúcho exalta

100 anos de tua existência

Tua poesia vive

Nosso poeta imortal

A história do Rio Grande

Tem Jayme Caetano Braun!

Pajada:

A um bochincho, certa feita

Eu fui chegando de curioso


Música:

A história do Rio Grande

Pajada:

Entre a ponte e o lajeado

Na venda do Bonifácio

Conheci o tio Anastácio

Pajada:

Dom Jayme, no teu centenário

Pra ti se tira o chapéu

E repetindo os teus versos

Tua alma brilha do céu

Comunicar erro
02

Comentários

03