Empresários do setor coureiro-calçadista exigem medidas para mitigar os prejuízos causados pelas enchentes

Por Regional 24 Horas em 21/05/2024 às 10:07:31
Estoques de matéria-prima e maquinários foram perdidos em decorrência do evento climático | Foto: Jackson Ciceri

Estoques de matéria-prima e maquinários foram perdidos em decorrência do evento climático | Foto: Jackson Ciceri

Empresários do ramo coureiro-calçadista, representantes sindicais das cidades do Vale do Paranhana, acompanhados dos prefeitos das cidades de Igrejinha e Três Coroas, bem como dos deputados estaduais Luciano Silveira e Joel Wilhelm se reuniram com o deputado federal Alceu Moreira no início da semana a fim de exigir da União medidas emergenciais para a recomposição das fábricas que foram extraviadas com a força das águas.

O prefeito de Igrejinha, Leandro Horlle, enfatizou que o cenário é muito preocupante com relação ao setor da indústria e também com a manutenção dos postos de trabalho. "Nossa preocupação é que muitas empresas ainda não conseguiram retomar suas atividades e até este momento não foi apresentado nenhum programa efetivo que pudesse comtemplar este setor. Estimamos que os reflexos sejam muito dramáticos." Horlle acredita que se parte das indústrias e empresas não conseguirem voltar a operar, a região vai viver uma grande onda de desemprego e uma queda brusca de receita e arrecadação. Recursos estes que são necessários para a reestruturação da infraestrutura das cidades.

"Nossa preocupação é que tenhamos um programa efetivo de auxílio para as indústrias calçadistas que vá além da prorrogação de impostos. Precisamos de medidas de manutenção de renda e de empregos. Igrejinha mantém 8 mil empregos diretos e estimamos que metade destes postos corre o risco de fechar em decorrência dos reflexos provocados por este evento climático", disse o prefeito de Igrejinha.

O deputado federal se comprometeu de levar a pauta de reivindicações ao governo federal e ficou encarregado de mediar o diálogo com o ministro de Indústria e Comércio, Geraldo Alckmin, nos próximos dias. "Sabemos do impacto que o setor gera para a região, em termos de emprego e renda. Em números, representa cerca de 80% da economia local. Portanto é uma engrenagem essencial para a dignidade de milhares de pessoas. É preciso soluções imediatas, linhas com tempo e prazo de carência que permitam a sustentação das atividades", defende o parlamentar.

Fonte: Rádio Guaíba

Comunicar erro
02

Comentários

03
Universitarias Club Goiania