Polícia investiga morte de mãe e filha foi motivado por crime ambiental em Santa Maria

Por Regional 24 Horas em 07/05/2024 às 10:32:08
A Polícia Civil de Santa Maria está investigando a possibilidade da morte de duas pessoas após um deslizamento de terra na Vila Canário em Santa Maria ter sido motivado por crime ambiental.

Na tarde desta segunda-feira (6), uma equipe de geólogos da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), técnicos do Instituto Geral de Perícias (IPG), acompanhados do titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP), Marcelo Arigoni, estiveram na encosta do Morro do Cechella para conferir denúncia de que valetas teriam sido abertas para canalizar e desviar as águas da chuva.

De acordo com o delegado Arigoni, foi constatado que houve a abertura de valas na encosta do morro para desviar o curso d´água da chuva, mas que, a princípio, não teria colaborado diretamente para a movimentação de terra registrada na tarde do dia 1º de maio, quando uma residência foi atingida pelo deslizamento, matando mãe e filha. No entanto, acrescenta o delegado, a posição final será dada pelos técnicos do IGP. A vistoria também teve como objetivo averiguar a existência de risco de novos deslizamentos.

Para isso, foi feita uma análise do trecho onde aconteceu o deslizamento, bem como a coleta de imagens com o uso de drone oficial e uma incursão por baixo da pista e também acima dela, onde o acesso foi possível com segurança. Todos os dados coletados serão compilados em laudos técnicos.

A Brigada Militar e a Guarda Municipal seguem sinalizando o local, que ainda corre risco de deslizamento de terra devido ao solo cheio d'água. Moradores podem adentrar na localidade somente em caso de urgência e mediante identificação prévia, com posterior retorno. Os moradores da Vila foram retirados de suas residências e enviados para um abrigo na Igreja Santa Catarina, no mesmo bairro. Outros optaram por permanecer na casa de parentes.

Nos próximos dias serão feitas novas análises para respaldar um estudo que irá propor soluções técnicas para fazer as contenções de encostas.. Morreram no deslizamento de terra na Vila Canário Emily Ulguin da Rocha, de 17 anos, e Liane Ulguin da Rocha, de 45 anos.

Fonte: Fabricio Minussi/Rádio Imembuí

Comunicar erro
02

Comentários

03
Universitarias Club Goiania